o maravilhoso mundo dos felinos.






agora sim, bem vindos à 2009.

(a música é bem xexelenta, mas o clip fofo demais)

dungeonanddragons

apesar de apoiar cegamente a manutenção do estado cristão – porque se tem uma coisa que esse povo sabe fazer é inventar feriado – eu definitivamente NÃO SOU uma pessoa CARNAVAL.


o verão, por si só, já é um ATIÇADOR de falta de noção. deixa as pessoas CONFORTÁVEIS pra exibir barrigas d’água com calças da gang, piercings de umbigo, pés com bicheira, HOMENS DE REGATA (céus, tenho medo só de escrever) SUANDO COM SUVACOS PELUDOS EXPOSTOS, mulheres com cabelos EFEITO MOLHADO à base de leave-ins fedidos, óculos de sol no alto da cabeça (desculpa, imprime brega), etc.


e, né, se fosse SÓ uma questão estética, eu até conseguiria conviver. acho. mas não. há um modus operandis veranístico no incosciente coletivo que é de amargar: é preciso ficar ANIMADO, é preciso FALAR ALTO, ouvir música NO ÚLTIMO VOLUME, ser ENGRAÇADALHO na fila da padaria, SEDUZIR com movimentos malemolentes, lançar olhares 43 e soltar XAVECOS BARATOS em ALTO E BOM SOM. isso aí é que me tira do sério.


adoro o calor, adoro praia, adoro verão, mas a minha aversão ao ser humano nessa época aumenta na mesma intensidade que o sol queima minha tez amarelada.


agora junta essa SENSAÇÃO de LIBERDADE com enredo de escola de samba, penas de pavão coladas na bunda, ABADÁS, tapa-sexos, GLOBELEZA, etc. aí a minha vontade é de fugir mesmo. ir embora. ACABAR com essa agonia. tou trocando feriado por dia útil sem pestanejar. (tá, essa parte é mentira)


mas né. nem sempre é possível.


então eu tenho, e compartilho, alguns mandamentos indispensáveis à sobrevivência nessa época do ano:

– NUNCA ir à praia no feriado. NUNCA. NUNCA, táentendido?


– NÃO assistir à programação da tv aberta. canais como gnt e multishow também devem ser evitados. porque assistir programa com a TRIBO DO CARNAVAL é de doer.


– EVITAR parques. principalmente se estiver AQUELE sol de rachar. sabe aquele sol? que queima DE LONGE? então. não pense você que as pessoas se sentirão intimidadas pelo sol. tsc tsc. elas irão, com crianças catarrentas e frango no tupperware, passar o dia ali. gritando e se ESPALHANDO, física e espiritualmente.


– EVITAR shoppings. a menos que você ADORE fila na hora de comer. fila na hora de pagar. fila na hora de estacionar. e se divirta com o atendimento mal humorado d@s atendentes (o que é absolutamente compreensível, já que trabalhar em loja de shopping está no (meu) top 10 dos empregos sem o adicional DIGNIDADE.)


– NÃO ACEITAR convites pra churrasco, festa na piscina, chá de bebê, casamento ou missa de sétimo dia. uma pessoa que marca QUALQUER compromisso para o feriado de carnaval CERTAMENTE não está bem intencionada.


por fim. NÃO EXPERIMENTE. não dê uma chance ao diferente. não vá atrás do trio elétrico pra provar que não morreu, não vista o abadá pra fazer social, não empreste uma REGATA pra ver como fica. não não e não. já vi MOITA gente ser levada ao lado tosco da força com um piscar de olhos. porque quis SE ENTURMAR. e se enturmar É-UM-ERRO.


mas se porventura você não resistir e descobrir que SIM, tem samba no pé, me avise. é sempre bom LIBERAR ESPAÇO na agenda de telefones.


***


tou indo pro interiorrr passarrr calorrr.


***


bjo pra quem fica.


completamente obcecada pela khaela maricih, the blow na cabeça de com força. eu mudo a playlist no ipod, mas quando me dou conta tou lá ouvindo de novo, no repeat. sei lá o que acontece.


um lance andrógino sweet pra matar saudades do brian molko e continuar a saga das bandas de meninas. além das dancinhas ridículas é claro. NÃO RESISTO a dancinhas ridículas. CASACOMIGOKHAELA.


mils músicas, já que eu não me decido mesmo. (procê mandêz)


é internacionalmente conhecida a minha INCAPACIDADE de localização espacial.


vira e mexe eu fico UAU! olhando a paisagem, achando que NUNCA andei por aquela rua. aponto, faço GRUNHIDOS de incompreensão e tento entender como diabos fui parar ali. até que belisco me acorda – a gente tá DO LADO de casa.

sempre assim.


agora, se eu não consigo reconhecer a RUA DE TRÁS, você IMAGINA me achar DO OUTRO LADO da cidade ou no INTERIOR do estado. uma COMPLETA negação, de dar dó mesmo.


nas últimas semanas, tendo que visitar clientes com matrizes e filiais todas na casa do santo caralho, tenho me sentindo em pleno SURVIVOR GUATEMALA. tendo que encontrar os endereços mais esdrúxulos possíveis SOZINHA. péssimo, péssimo.


e, veja bem, é possível consultar o google maps no telefone. com aquela bolinha vermelha dizendo – você está aqui, e a setinha apontando – vá pra lá, etc. acontece que essa bolinha só é REALMENTE EFICIENTE quando se está de carro. ou moto. ou ônibus. agora se você, amiga dona de casa, resolve DESCER do ônibus. ou ESTACIONAR o carro. ou AMARRAR o seu burro na sombra. aí, só lamento, LAS-COU-SE. o google maps NÃO TEM os números das casas. ele diz VÁ PRA LÁ e você fica, pra láondepelamordequalquercoisa?


porque eu sei onde eu tou, na bolinha alí. e sei pra onde devo ir, mas na minha frente o que eu vejo é um huge motherfucker ponto de interrogação. e só. e vou andando. e andando. e andando. e a bolinha ali. parada. imóvel. dizendo você CONTINUA aqui. e eu lá. andando e andando. e quando ela RESOLVE se mexer – a bolinha no caso – adivinha só? andei pro lado errado. METROS de andação pro lado errado. METROS. uma rotina isso aí.


então incluímos aqui mais um ítem indispensável para minha sobrevivência em tempos de consumo consciente – uma bússola! (que pode ser facilmente substituída por um gps que funcione ou um cérebro novo. ao gosto do freguês.)


tálembrado da dica quente de novembro? tintas suvinil, vê lá.


então. contrariando as expectativas colocamos a mão na massa e fizemos nascer um novo móvel em casa. e ficou DEMAIS DE LINDO, vai vendo.

a gata olhava aquele móvel, todo xôxo, e sentia um desânimo danado, coitada.

sente o DESGOSTO da gata, com aquele móvel XÔXO ali.

o gato não conseguia nem olhar praquilo.

o gato não conseguia nem olhar praquilo.

ai resolvi. dar um BASTA naquela situação.

aí resolvi. dar um BASTA naquela situação. (tá, essa foto é só pra provar mesmo. que fui eu e tals. não reparar no braço torto. é excesso de flexibilidade.)

demorei HORAS pra lixar hein. um saco essa parte.

demorei HORAS pra lixar hein. um saco essa parte.

a gata fez questão de dar uma mãozinha.

a gata fez questão de dar uma mãozinha.

o gato também. ainda que tenha feito cara de má vontade.

o gato também, apesar da cara de MÁ VONTADE.

e depois de muito sangue, suor e lágrimas: TCHARAM!


depois1


depois2


depois3


depois4


falaverdade, ficou LINDO ou não ficou? maximize-se é o cacete, agora EU SOU ARTISTA.


tou tentando voltar, juro, mas que tá brabo brabo por aqui, isso tá. não vejo mais bigbrother, não leio os feeds, não descubro as últimas novidades da pornografia mundial, não administro as antigas e tampouco construo novas amizades. minha vida tem sido trabalhar, trabalhar, trabalhar, dormir e fingir que vou à faculdade. nas horas vagas eu tenho ficado doente, afofado os gatos (que estão pelados, óóówn!) e. e? só. tenho feito mais NADA além disso.


mas tá bom até, tou reclamando não, que fique claro.


então inicio aqui a campanha pela internet 3G, que eu PRECISO TANTO (drama mode on). porque postar pelo celular, vamocombiná, é uma GRANDE porcaria. pensando SERIAMENTE nisso e. e quais tranqueiras eu vou parar de comprar (maquiagem, é provável), pra substituir o gasto pela internet móvel. pois veja bem, se por um lado eu ANULARIA DE VEZ a minha vida social, por outro eu poderia manter o blog-mimimi-amor-de-mi-vida em dia. vê que válido.


até lá, nos esforçaremos. prometo.