cão

eu não vou falar DE NOVO da minha falta de afinidade com as pessoas da faculdade. porque fica parecendo que eu me acho muito mais legal, bonita e inteligente que todas elas e por isso não consigo me enturmar. o que não significa que esse raciocínio esteja errado. não está. em geral eu sou, de fato, mais legal, mais bonita e mais inteligente que AQUELAS pessoas. com poucas exceções. (mentira. tem várias meninas GATAS na minha sala. de ficar de boca aberta mesmo. a minha preferida – veja você, eu tenho uma preferida – é a bob esponja calça quadrada. e eu acho mesmo que ela dá uma trelinha pra mim (outro dia eu conto uns lances pra provar:)). mas, oi, não tou solteira e não tou na pegação, então não fico flertando nem nada.)

o lance é que algumas coisas me irritam DEMAIS. Tipo piadINHA. tem de todo tipo, tem a toda hora. quer piada machista? tem sim senhor. quer piada homofóbica? opa, salta uma fresquinha pra madame. piada racista? é nói cumpádi. e assim, quase QUARENTA alunos né. TODO MUNDO acha graça. aí eu fico lá, imaginando o povo assistindo ZORRA TOTAL e se acabando de dar risada. sacumé?

enfim, eu já devia ter me acostumado. o lance é que o pessoal resolveu diversificar. a moda agora é possuir o DOM DA BONDADE. ontem mesmo uma das pessoas dizia – sabe aquela história de que deus não dá asas às cobras? então, no meu caso, deus não me dá dinheiro porque senão eu sairia AJUDANDO todo mundo, construiria casa pra todo mundo que precisa. tipo, óquei então. aí né, mexeu com os brios da galera. foi um tal de fulano dizer que a empregada é tratada como parte da família, de dizer que dá donativo pra instituição blábláblá da igreja… vixê maria. foi tipo uma rinha do coração bão. Todo mundo falando alto, uma história mais tocante que a outra. (primeiro passo: descrever a desgraça alheia com o máximo de detalhes possíveis – alô, fantástico? (fulano perdeu o braço, depois a perna, o rim, fez o tratamento x e não deu certo, blábláblá whyskas sachè), segundo passo: a crueldade do outro (e a mãe não queria saber, a mulher não queria cuidar, o vizinho não ajudava) e o terceiro e último passo: o coração bão (aí sobrou pra mim né. cuidei, amaciei, trepei.)) sério, nunca vi tanta gente BOA reunida.

a minha sorte é que o intervalo tem só 20 minutos.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s