Arquivo do mês: abril 2008

agora é oficial. pedi demissão!

meio triste por aqui. me achando a mais injustiçada das criaturas. e eu quero que os outros se fodam mesmo. com força e tals. altruísmo de cú é rôla, sabe como? tipos que eu não sou A FAVOR das injustiças do mundo. mas eu não vou mentir dizendo que, oh, meus problemas são tão pequenos em relação aos problemas de tanta gente… não posso ficar brava com isso. blá. eu não só posso, como estou. e se alguém vier me falar de aquecimento global, a fome na áfrica, o caso is*abella ou do idiota do padre voador, vai levar um murro. numa bôua.

 

***

 

hotel unique

 

mas o feriado promete, e isso sim me anima. quer dizer, isso sim VAI me animar.

 

silviuschka virá de cwb, de mala e cuia, pronta pra patinar no ibirapuera e paquerar* na melancia.

 

dona gonzaguinha e eu já começamos a tirar as roupas pheenas do guarda-roupa. porque, né, ninguém vai querer se enturmar cheirando A MOFO.

 

*(obviamente eu não vou PAQUERAR, já que continuo (muito bem) casada. o lance é o clima de paquera e azaração dA melancia mesmo. à base de água de bica (com gelo e limão, faz favor))

 

copo de prrrrástico 

 

***

 

tá, tou falando dA melancia de forma genérica, viu benhês. minha lista de points se resume às casas alheias, com jogos de mesa e sofá macio, então tou pesquisando. e se preciso for, apelar não será problema. ligo pra minha little sister e peço orientação.

 

***

 

a montanha russa emocional passou por aqui e mandou um abraço.

 

tou animada, gatammms.

 gato de alice

 ***

pausa para um comentário absolutamente sem cabimento.

 

eu vi o nenê altro ontem no metrô. e, gente, o cara tá A-CA-BA-DO. ultrapassou a barreira do sujinho faz tempo.

 

meodeos, tem gente que não sabe envelhecer.

 

Lavadora e Secadora LG

 

 

nem devia ser grande coisa, mas é. TEMOS UMA NOVA MÁQUINA DE LAVAR. ah, a liberdade que isso trás… ninguém imagina.

 

a gente tinha uma máquina até um tempo atrás. ela era quadradona, pesada pra burro, com ciclos incrivelmente longos e nenhum ciclo curto que funcionasse direito. além disso ela SEMPRE vazava, fazia um barulho do cão e caminhava. e não era uma caminhadinha pela área de serviço não. um verdadeiro cooper. capaz de chegar à porta da cozinha. graças à tomada ela não dava rolê na sala.

 

na verdade essa máquina ainda existe, porque ela continua lá, meio morta no canto. com todas essas qualidades eu não tive vontade NENHUMA de leva-la pro conserto depois que ela pifou. nunca mais coloquei na tomada, inclusive. é capaz que ainda funcione.

 

o lance é que amanhã vamos receber a visita da Casas André Luiz que, além da máquina, vai levar minha sacola semestral de roupas que não uso mais e algumas tranqueiras de criança que eu desapeguei e resolvi passar pra frente.

 

e aí sim chega. A máquina. que não apenas LAVA, como SECA. ohyeah móderfóquer. pra gentes como nós que não têm espaço pra colocar varal pra secar roupa, vixê, vai ser uma MÃO NA RODA.

 

tou animada, sério. vou passar o final de semana inteiro ao lado dA máquina. gata.

 

 

 

bolo

 

e eu nem sei se pode.

 

mas como só entram aqui meia dúzia de gentes, acho que não tem problema.

 

ontem foi aniversário da tate. a gonzaguinha, você sabe. e eu nem preciso dizer como eu gosto dela né. tipos que eu LIGO pra ela às 3h da manhã. sem estar bêbada. e a gente fica em silêncio. numa boa. nunca é contrangedor. eu vou pra casa dela e blábláblá aí acaba o assunto e óquêi. a gente fica numa bôua, até brotar outra idéia. simples assim.

 

e isso resume né. que, oi, eu ainda não superei o fato dela não trabalhar mais aqui com a gente.

 

enfim, o lance é que sábado tem aniversário da gonzaga. e vai ser um sarau, veja só (que hippie). é claro que eu não estou planejando nenhuma performance, mas há uma possibilidade. estamos praticando há meses aquela dancinha da feist. one evening é o nome da música. algumas pessoas já viram e não nos deixam mentir.

 

então, se o lugar servir mojitos e caipirinhas de saquê incríveis, é possível que isso aconteça. e eu sou o rapaz na dança, vale lembrar.

 

aí é isso. pode ser que você conheça a gonzaga e queira ir à festa por conta disso. mas pode ser também que você não a conheça, mas não pretende perder a chance de me ver rodopiando no palco. acho justo.

 

A Estalagem – http://www.aestalagem.com.br/

Largo Moema, 2 – Moema 

Sábado, 26/04, à partir das 20h (comanda individual)

 

e a decisão foi tomada e os detalhes acertados.

 

após oito fucking longos anos, eu só posso dizer o seguinte:

 

au revoir cuccinare!

 

***

 

e aí acontecem umas coisas engraçadas né. porque enquanto se está aqui, de cabeça baixa, sim senhor não senhor, ninguém mexe um dedinho por você.

 

meritocracia de c* é r*ola. neguim tem que vender a alma ao tinhoso pra conseguir alguma coisa. e eu, meu bem, tou fora desse esquemão.

 

mas se de repente você diz, oi, tou de saída. aí, pé-ra-tuó-do!, o mundo passa a girar ao seu redor. mayumicentrismo na cabeça. é um tal de oferecer salário, cargo, benefício… daqui a pouco alguém vem perguntar se eu aceito a bundinha. opa. não, a bundinha eu não quero não.

 

enfim. empresa grande, acho, é assim mesmo. tem o seu lado bom, esse é um dos lados ruins.

 

e agora né. tou me despedindo MESMO. não tou atrás de grana. tenho até um lance esquisito com relação ao meu salário. um pouco de culpa e tals. acho mesmo que eu ganho bem pra cacete. considerando, enfim, a alma que eu NÃO vendo. mas isso é outra história. o lance é que eu não tou pensando em grana. não agora e não fazendo o que eu faço. também não quero que mudar de área ou de cargo só pra continuar aqui. eu PRECISO respirar novos ares. conhecer gentes novas e tals. porque pelamoderqualquercoisa hein. super demodè se aposentar depois de 30 anos no mesmo lugar. acho que se eu não sair por bem, vou acabar saindo por mal. de acabar surtando mesmo.

 

então é isso. apesar dos pesares é uma empresa na qual eu gostei de trabalhar. de com força.

 

***

 

ainda tenho 5 dias pela frente. depois, vida nova. imagina que eu vou ter que fazer OUTRO caminho pra chegar ao trabalho. e vou passar por aquela fase de não saber onde estão as salas das pessoas e tudo mais. vou perguntar – onde vocês costumam almoçar por aqui?

 

uhú. que nervôuso bão!

 

***

 

***

https://i2.wp.com/h1.vibeflog.com/2007/05/17/16/17414807.jpg

tou sumida né?

 

mas tou aqui sim, viu ;o)

 

eu fico uns dias fora e quando eu volto o wordpress mudou todo o layout. ousadia. maior preguiça de fuxicar pra ver onde as coisas estão. o que CONTINUA me incomodando é a fonte. tenho uma COISA com tahoma, vocês sabem. amor mesmo.

*

http://www.promovetro.com/portal/concorso/progetto.php?id=710

e ó, por enquanto eu vou CONTINUAR longe daqui. acho. tou ansiosa com umas coisas. acordando as TRÊS DA MANHÃ e não conseguindo mais dormir. um saco. principalmente quando isso acontece no começo da semana. pra acabar de fuder meu humor até sexta-feira.

daí eu não consigo me concentrar em nada. NADA mesmo. tou trabalhando feito zumbi.

mas enfim, não são coisas RUINS. são coisas. escolhas e tudo mais. sinto medo, mas é só.

acho que até o final da semana tudo terá sido decidido. e aí eu me forço a relaxar. mas por enquanto eu continuo aqui, BOMBANDO na gastrite.

*

a máquina fotográfica pifou de novo, o que é lamentável. não foi possível registrar os últimos jogos do campeonato. imagem & ação e perfil. partidas memoráveis, vale ressaltar. com a participação especial do chico pai e da minha já célebre feijoada vegetariana. oi, sobrou? não :o)

perfil

e o perfil hein. semeando a discórdia na família brasileira. tou querendo comprar também!

*

e aí quando você imagina que as coisas já estão feias o suficiente, a pessoa me aparece com o nome do namorado tatuado na lomba. na-mo-ra-do, entende? não que marido seja um troço mais confiável. quem é, né? mas do namorado, pra fazer surpresa… isso tá me cheirando a golpe. já tou vendo a fulana fazendo escândalo tipo, não vai casar comigo??????? eu tatuei seu nome no loooooooombo!!! jisuis, tem que ser muito sem noção.

*

polaroid

e a última nova é que eu fiz A arrumação monstro lá em casa. o quarto virou escritório e o escritório virou quarto. uma belezura. o GRANDE lance foi ter arrumado TODOS os papéis de contas, extratos, etc, etc, etc, em pastas. do jeito que eu sempre quis e mentalizei, mas nunca executei. e agora eles estão lá, casa um no seu cantinho, com direito à deseinho na etiqueta. imagina que ontem eu fui pegar os trocentos documentos pra fazer declaração de renda e isso não levou mais que 30seg. diz se eu não tou virando mocinha.

outro lance mágico foi ter arrumado o armário de roupas de cama. uma gostosura de se ver.

o grand finale ficou por conta das bolsas, que por falta de espaço ficam amontoadas e guardadas. pra resolver o problema de esquecer das bolsas que eu tenho e acabar usando a mesma até o fim da vida, eu tirei foto de todas elas, classifiquei por tamanho e criei uma pastênha pra consultar. tipos que eu não tenho tantas bolsas assim. não mesmo. mas que deu O adianto na minha vida, isso deu. recomendo de com força.