Arquivo do mês: janeiro 2008

pra quem não conhece o harvey pekar, recomendo esse filme aqui:

eu já falei sobre o anthony bourdain, meu homem das viagens culinárias. o chato é que eu não conheço ninguém que assista o No Reservation, então não rola de ficar comentando por aí. E domingo eu vi o MELHOR programa de todos. com o anthony bourdain visitando o harvey pekar. aquele, do american splendor.

 

daí que é provável que só eu no mundo tenha achado isso genial. dos três se encontrarem. anthony bourdain, harvey pekar e toby radloff (O GRANDE NERD, pra quem não sabe).

 

poucas vezes eu me imagino fazendo parte de um grupinho e tals. e nesse caso eu nem imagino, eu DESEJO mesmo. ir à cleveland encontrar esses três pra visitar aquela biblioteca enorme instalada numa fábrica desativada e ouvir explicações à respeito do carimbo gigante.

 

e o ápice hein. um cara qualquer levando uma puta bronca por ter falado um palavrão à mesa. e deu pra sentir a expectativa do anthony, esperando que harvey ou toby dissessem – brincadeiraaaaaaaa. mas não. era de verdade a bronca. e o harvey pekar – MEODEOS – é vegetariano.

 o tipo de besteira que me dá lagriminhas nos olhos. daí que eu achei um pedaço do programa, e de repente alguém assiste e gosta e da próxima vez eu tenha com quem comentar uma coisa dessas.

claes oldenburg é o nome do artista do carimbo. parece que ele tem um lance com objetos tamanho família. 

    

Daft Punk

Harder,  Better,  Faster,  Stronger

Work it; make it; do it; makes us.
Harder, better, faster, stronger.
More than, hour, our, never.
Ever, after, work is, over.
Work it, make it, do it, makes us.
Harder, better, faster, stronger.
Work it harder, make it better, do it faster, makes us stronger.
More than ever hour after our work is never over.
Work it.
Work it harder, make it better, do it faster, makes us stronger.
More than ever hour after our work is never over.
Work it harder… do it faster… more than ever, our work is never over.

 

 

 

então é preciso comentar.

 

que em meio a mangas, limões, maracujás e saquê, a tina entendeu magnolia-a-a… blablabla… guitar hero… como joga uno?… no wordpress… esse salgadinho é de quê?… a juliana do bbb é uma VAAAAACA.

 

tá de parabéns amigamm ;o)

 

pode deixar a bolsa ali e descalçar as chinelas. a gente é humilde mas é limpim.

 

***

 

falando em bbb. o melhor post ever:

Ah, não, gente!

“Thalita manipulou…”Nãooooo! Qualquer frase que começar com “Thalita manipulou” será devidamente ignorada.
Ela não consegue manipular nem o formato do cabelo dela que cada dia tá mais juba, e nem o visual dela (o que é esse chapéu branco que chegou pra ficar?)… quanto mais manipular “seres humanos!!.

Ah nemmmmm. A mulher imprime o descontrole. É a Estrela Dalva caindo na Terra sem rumo e incendiando o celeiro onde Jesus nasceu. Purfavô, né?

***

 

 

 

ah. oi. feliz ano do rato.

 

de acordo com o banco real, 2008 será regido pelo Rato, trazendo um ano de abundância, realizações e sucesso como resultado de muita determinação e planejamento. é o ano dos bons relacionamentos e de curtir a família e amigos.

 

não que eu seja adepta a previsões cabalísticas lançadas por grandes corporações financeiras. mas na falta de outra melhor, tá valendo.

 

***

 

uno

 

e a mais nova regra social já absorvida pelo inconsciente coletivo é:

 

– deu mole, rapá, compra dois.

 

(porque uno é jogo de rédeas curtas)

 

***

submission hold

continuando a saga das bandas com vocal feminino. submission hold.

quando eu gosto de alguma coisa quero que todo mundo conheça, escute e se apaixone. então eu queria mesmo que o mundo inteiro escutasse a feist. o disco inteiro. o dia inteiro. porque é o tipo de coisa que dá esperança eu acho. de que as pessoas deixem de ser mal educadas, inclusive. no meu mundo coisas bonitas inspiram coisas bonitas. música e gentileza estão diretamente relacionados. e esse clipe hein. que deve ser novo pra eu ter conhecido agora. vê aí e depois me diz.

e o meu ipod tem uma playlist de meninas. que é o que eu tenho escutado no momento. o mais novo achado é a bic runga. adorável. tanto que eu super relevo o fato dela tocar quinze instrumentos de uma vez. entre eles a temível gaita com apoio nos ombros.