gonzaguinhha mandou, tá mandado.

Último livro comprado

nelson rodrigues

casamento e a vida como ela é, nelson rodrigues. comprei antes de arrumar prateleiras novas, então foi mais por causa da promoção do submarino. compra dois livros, ganha bolsa. e eu gosto de bolsas tanto quanto eu gosto de livros. mais ou menos, dependendo da minha condição hormonal. superpicareta.
Estou lendo agora

ensaio sobre a lucidez, josé saramago – que não tá vingando. mas eu continuo tentando.

meu nome é vermelho, orhan pamuk – que eu, na prática, desisti no meio. mas na teoria eu continuo pensando nele e planejando retomar da página marcada. então considero como em andamento.
Número de livros que eu tenho

livros

bom, contar eu não vou. primeiro porque, né, super inútil e trabalhoso. segundo porque eu tenho muitos livros espalhados por aí. muitos na casa do meu pai e alguns na casa da minha mãe. não são necessariamente meus porque nem todos eu comprei. ainda assim, é como o meu mundo funciona. se algum deles compra um (bom) livro, ele é meu. porque eles vão ler e depois eu vou roubar. sempre. essa lógica funciona também com os quadros do mabe, mas esse assunto é um pouco mais delicado (pra eles entederem e aceitarem).

Três livros que significam muito para mim

o livro do galo – que eu não sei o nome, nem o autor. mas lembro da história e lembro de ter lido logo depois de ter aprendido a ler. tipo, super pequena. e até hoje eu acho tão forte e tão inapropriado pra crianças. porque o tal do galo vira ensopado. galo assado ou coisa assim. sem final feliz. e aí que eu não tive muita opção. fiquei amarga né. até hoje.

capitães da areia, jorge amado – li no colegial. chorei horrores. e foi quando eu percebi que podia odiar e amar ao mesmo tempo. foi o único livro que eu lembro de ter feito anotações. montes delas. risquei e desrisquei à medida que ia amando e odiando. e me entristece ter perdido essa versão editada por mim. tempos atrás comprei uma outra, num sebo, só pra ter em casa. mas não é a mesma coisa. (se alguém encontrar e puder entregar, agradeço)

crônica de um amor louco, charles bukowski – na verdade, não é muito justo escolher um livro do bukowski. porque eu gosto tanto de todos. e até os poemas me tocam. ainda que, em geral, eu não curta poesia. quando eu me separei e fiquei morando sozinha, ele foi um dos que me salvou, por incrível que pareça. junto com a clarice lispector e o caio fernando abreu. afinidade com pessoas alto astral.

chinaski

Últimos filmes que vi

eu só tenho visto realities. pra variar.

vi o talentoso ripley na semana passada. pela vigésima vez.

Filmes que significam muito para mim

magnólia – p. t. anderson

abril despedaçado – walter salles

nascido para matar – kubrick

apocalipse now – coppola

blue velvet – david lynch

don´t come knocking – win wenders

zatoichi – takeshi kitano

zatoichi

se eu me meter a falar sobre cada um deles, não termino a lista esse ano. chorei em todos. alguns por dentro e outros por fora. e isso resume tudo.

Último “cd” que eu comprei

quem diabos ainda compra cd? baixamos amy winehouse (depois que eu desisti de bancar a durona) e outras coisas que eu não lembro. mas se for considerar o último disco baixado e escutado obsessivamente, é o wolfmother, do wolfmother. viciei forte.

Música que está ouvindo agora

galvão bueno e seus comentários relevantes. winning eleven editado, uó.

Três músicas que significaram muito pra mim

wise up – aimee mann (o disco todo, na verdade)

horizonte distante – los hermanos

asleep – the smiths

Bebida favorita

chá verde gelado

coca-cola light

qualquer bebida docinha com álcool suficiente pra me embebedar sem que eu perceba

caipirinha

Entidade favorita

buzz

buzz lightyear, o soldado intergaláctico.

Férias favoritas

qualquer uma. não ter horário (definido por outras pessoas/interesses) é meu ideal de vida.

Vício favorito

dormir de conchinha.

Agora, a bola vai para

hé. saca a quantidade de links aí do lado. ninguém pra repassar né. mas eu queria que o joannis respondesse. viu joannis. mas tem que avisar né. e tem que deixar linkar também :o)

Anúncios

4 Respostas para “

  1. já estou providenciando, quando estiver pronto eu aviso, e pode linkar

  2. Ah, eu comprei faz alguns meses a Vida Como Ela É. É fantástico… muito melhor ler do que qualquer adaptação filmada que já existiu. O chato é que você começa lendo muito rápido e, de repente, começa a enjoar um pouco. Porque as temáticas e o estilo é sempre muito parecido, então por melhor que seja você não quer mais ler 50 páginas sem parar. Mas como são contos da pra ir lendo aos pouquinhos também. E Aimee Mann sempre me comove…

  3. já contei que levei um livro de contos do Nelson Rodrigues pra viajar comigo e li tanto-TAANTO que sonhei a noite toda em formato de conto? e ainda por cima tinha a narração na voz (acho) dele? hahahaha

    como já te disse hoje: adorei seu meme!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s